29 de ago de 2009

Escapulário

Essa mania sufocada de se querer sacudir. Não mais manter o hálito civilizado. Como se torcer alguma coisa demoradamente. E as práticas para o aprofundamento fossem consideradas perigosas pela intitulação. E torcemos os narizes contra aquilo que não fez. Pode tentar me melhorar, vou disfarçar, mas já notei que é para o seu mais prazer. Estou ajustando um jeito de parar aqueles quarto tanques enfileirados. Por mais que eu esteja com compras, ele não vai me atropelar. Sacudir as margens das bordas das últimas fileiras. Sorver de algo já indeterminante. O que quero dizer é que um suicídio por dia assalta muito. Como um diário prático para todo enfraquecimento. Intitular, porém nas afirmativas certas. Saber que na diagonal, eu não posso pesquisar de você. Tem tanta gente fazendo fogo que as luzes se apagam, que os menos sortos não vão ver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário